fbpx
PUBLICIDADE


Presidente argentino diz que papa Francisco receberá Lula em audiência

Alberto Fernández e o pontífice se conhecem há bastante tempo e o ex-presidente brasileiro pediu ao aliado do país vizinho que solicitasse o encontro

- Publicado no dia
O Papa com o presidente argentino (Foto: Reprodução/Vatican News)

O presidente argentino Alberto Fernández afirmou nesta sexta-feira (31), após uma reunião com o também argentino Papa Francisco, que o pontífice está disposto a receber “com todo o prazer” o ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva. A atitude acentua a distância que já existe entre Fernández e o atual mandatário brasileiro, Jair Bolsonaro. [1] [2]

O Papa e o presidente argentino se conhecem há anos e, segundo nota oficial do Vaticano, discutiram a “situação do país”, incluindo “a crise econômica financeira, a luta contra a pobreza, a corrupção, o narcotráfico, a promoção social e a proteção da vida desde sua concepção”. Fernández nega que abordou a legalização do aborto, defendida por ele, na conversa, e afirma que o papa prometeu ajudar a Argentina.


PUBLICIDADE



O tema “Lula” apareceu a pedido do próprio brasileiro. “O Lula me pediu para ver o Papa. E eu pedi se ele poderia receber o Lula. E ele me disse que ‘claro’ e que lhe escrevesse porque ele, com todo o prazer, o receberá”, explicou Fernández. O presidente comentou ainda que o assunto surgiu quando os dois dialogavam sobre o uso de instrumentos judiciários para tumultuar a política de um país e destruir adversários.

A tese do Partido dos Trabalhadores e de Lula é justamente a de que seus inimigos adotaram essa estratégia no Brasil para condenar o ex-presidente. Lula já se disse admirador do Papa: “É um Papa comprometido com o povo pobre, com o combate à fome, ao desemprego e à violência, aos crimes contra as mulheres e contra os negros. Ou seja: ele é tudo o que nós queremos de um Papa. É um Papa que pensa como nós”, avaliou.

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O sexto grupo do Boletim da Liberdade no WhatsApp está com vagas abertas. É por tempo limitado. Entre apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.