fbpx
PUBLICIDADE


Salim Mattar dá mais detalhes sobre cronograma de privatizações

Dentre as companhias que o secretário de desestatização do ministro Paulo Guedes citou, estão a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Correios, Nuclebrás, Telebras e Dataprev

- Publicado no dia
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Secretário especial de desestatização do Ministério da Economia, Salim Mattar apresentou na última quarta-feira (30) mais detalhes de seu cronograma de privatizações.

As declarações, informa o portal da revista Veja, foram dadas em evento organizado pelo banco Credit Suisse, em São Paulo, e surgem em meio a rumores de que o secretário receberá ainda os poderes sobre os programas de parceria com a iniciativa privada, que deixaram a Casa Civil nesse ano. [1]


PUBLICIDADE



O cronograma

Em 2020, segundo o planejamento do assessor de Guedes, virão companhias como a Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores (ABGF), a Empresa Gestora de Ativos (EMGEA) e, por fim, a Casa da Moeda.

Já o ano de 2021 será a vez da Nuclebrás, também conhecida pela alcunha Nuclep, especializada na indústria de base e na produção de componentes pesados para usinas nucleares

No mesmo ano viria ainda a Ceitec, companhia ligada ao Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações que atua desenvolvendo soluções com semicondutores, tais como circuitos integrados de identificação de pessoas, animais e veículos.

Além delas, chegariam no mesmo período a vez de empresas como a Ceagesp (Comapnhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo), Ceasaminas (Centrais de Abastecimento de Minas Gerais), Serpro (especializada em processamento de dados), Dataprev (conhecida por gerir dados ligados ao INSS), Codesp (Companhia Docas do Estado de São Paulo).

O ano de 2021 seria concluído com as privatizações da CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos), Trensurb (metrô de Porto Alegre), Telebras e, finalmente, os Correios. Para o último ano desse mandato presidencial, Mattar projetou apenas a privatização da Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O sexto grupo do Boletim da Liberdade no WhatsApp está com vagas abertas. É por tempo limitado. Entre apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.