fbpx
PUBLICIDADE


Arthur do Val ataca ministro da Educação por erros de português: ‘vergonha alheia’

Deputado estadual de São Paulo apontou sucessão de erros de ortografia cometidos pelo ministro como provas de sua insuficiência para o cargo

- Publicado no dia
(Foto: Reprodução/YouTube)

Postulante à prefeitura de São Paulo e dono do canal Mamãe Falei, o deputado estadual Arthur do Val, ligado ao Movimento Brasil Livre e atualmente sem partido, se manifestou nesta quinta-feira (20) com um ataque duro ao ministro da Educação. Ele disse que Abraham Weintraub lhe “dá vergonha alheia”.

O ministro está sendo alvo de ataques de analistas e comentaristas por ter cometido erros de ortografia em algumas de suas publicações. A mais recente foi uma mensagem enviada pelo Twitter ao deputado Eduardo Bolsonaro, em que Weintraub escreveu o termo “impressionante” com C. O texto era uma resposta a uma afirmação do parlamentar de que o Brasil jamais teve uma pesquisa feita por órgão oficial sobre o uso defensivo de armas de fogo.

Em resposta, o ministro escreveu: “Mais imprecionante: Não havia a área de pesquisa em Segurança Pública. Agora, pesquisadores em mestrados, doutorados e pós-doutorados poderão receber bolsas para pesquisar temas, como o mencionado por ti, que geram redução de criminalidade”. Não foi a primeira vez em que cometeu um erro desse gênero: Weintraub já escreveu “suspenção” e “paralização” em um documento enviado ao ministério da Economia.

Arthur do Val usou seu Twitter para ironizá-lo: “Uma coisa é um errinho de digitação. Agora: escrever ‘antessessores’, ‘paralização’, ‘imprecionante’, errar porcentagem, citar Franz ‘Kafta’, é demais para um ministro da Educação! Abraham Weintraub me dá vergonha alheia”. Confira:


PUBLICIDADE



★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.