fbpx
PUBLICIDADE


Em declaração pública, Trump confirma que ataques do Irã não causaram vítimas

Presidente dos Estados Unidos afirmou que foi feito esforço de dispersão dos soldados das bases norte-americanas atacadas e salientou que as forças armadas dos Estados Unidos nunca estiveram tão fortes

- Publicado no dia
Foto: Reprodução/White House

O presidente americano Donald Trump confirmou em declaração a jornalistas nesta quarta-feira (8) que o ataque iraniano a bases dos Estados Unidos no Iraque não tiveram baixas. Segundo Trump, houve apenas “prejuízos mínimos” na operação, sem detalhar quais.

“Nenhuma vida americana ou iraquiana foi perdida por causa das precauções que tomamos para dispersar as forças”, explicou.


PUBLICIDADE



Foi a primeira manifestação ao vivo de Trump após os ataques. Até então, ele havia apenas feito um breve comentário nas redes sociais sobre o assunto.

Trump apareceu ao lado do vice-presidente Mike Pence e oficiais das forças armadas. A fala foi iniciada com uma declaração de que, durante sua administração, nunca será permitido ao Irã o desenvolvimento de armas nucleares.

O presidente também fez questão de frisar que os Estados Unidos são os maiores produtores de petróleo e gás do mundo e não precisam mais do Oriente Médio para se abastecer. Ele pediu que a Otan se envolvesse mais nos conflitos da região.

Ao fim, Trump ressaltou o poderio militar norte-americano que nunca esteve, segundo ele, tão forte. O presidente não mencionou possibilidade de retaliação militar contra o Irã após os ataques e sustentou que “os Estados Unidos estão prontos para apoiar a paz” e que “o Irã parece ter se acalmado, o que é uma coisa boa para os lados envolvidos e para o mundo”.

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O sexto grupo do Boletim da Liberdade no WhatsApp está com vagas abertas. É por tempo limitado. Entre apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.