fbpx
PUBLICIDADE


Janaina Paschoal defende que conselheiro jurídico de Bolsonaro se identifique

Segundo a deputada estadual do PSL de São Paulo, Bolsonaro “adota oráculos” e o atual conselheiro tem dado “conselhos polêmicos ao presidente” e, por isso, é importante que apareça para justificar-se

- Publicado no dia
Janaína Paschoal (Marcelo Camargo / Agência Brasil)

A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL/SP) defendeu no início da noite desta sexta-feira (3) que o conselheiro jurídico de Jair Bolsonaro se identifique e explique o raciocínio das avaliações que faz ao presidente. Nas redes, ela – que é jurista – sustentou não haver risco de impeachment em caso de veto à ampliação do fundão eleitoral, tese que foi divulgada nesta quinta-feira (2) pelo presidente nas redes sociais.

“Se o presidente afirma, com tanta convicção, que cometeria crime de responsabilidade [caso vete], creio que alguém (em quem ele confia) disse isso para ele. O presidente funciona muito assim. Ele adota oráculos. Seria importante esse jurista se identificar e explicar seu raciocínio”, escreveu.


PUBLICIDADE



A parlamentar, que foi a mais votada do Brasil em 2018, disse ainda que é “contrária ao fundo eleitoral e ao fundo partidário” e, portanto, “favorável ao veto”.

“Não vejo lógica na tese que criaram para o presidente. Melhor, não vejo respaldo jurídico. Mas, até para estabelecer um contraditório mais consistente… Seria importante entender o raciocínio do conselheiro do presidente. A meu ver, sequer diante da Lei de Responsabilidade Fiscal, que pode complementar a assim chamada lei do impeachment, teria sentido o veto constituir crime, dado que implicaria poupar o dinheiro público”, destacou.

Ao fim, Janaina afirmou que “o mesmo conselheiro” vem dando “outros conselhos polêmicos ao presidente”. Conhecê-lo seria, então, importante “até para compreender qual a sua intenção” e “saber como ele pensa”, disse.

Foto: Reprodução/Twitter
★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O sexto grupo do Boletim da Liberdade no WhatsApp está com vagas abertas. É por tempo limitado. Entre apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.