fbpx
PUBLICIDADE


Plebiscito sobre nova constituinte no Chile é marcado para abril

Em discurso ao assinar decreto supremo que convocou plebiscito, presidente defendeu o estado de direito, criticou o ódio e defendeu o convívio das diferenças; constituinte, se aprovada, passará depois por referendo

- Publicado no dia
Foto: Divulgação/Presidencia del Chile

O presidente do Chile, Sebastían Piñera, marcou para o dia 26 de abril um plebiscito para confirmar se a população deseja uma nova Constituição. A consulta foi um dos acordos feitos entre o governo e a oposição para atender as reivindicações das grandes manifestações de rua que eclodiram no país. Parte das demandas exige maiores direitos sociais na Carta, que foi aprovada durante o regime Pinochet.

O plebiscito perguntará se o eleitor deseja uma constituinte e se, em caso positivo, essa constituinte deve ser composta inteiramente por pessoas eleitas diretamente ou se metade pode ser escolhida entre os congressistas.


PUBLICIDADE



“Com um lápis e com um papel, nós, cidadãos, poderemos expressar e definir os caminhos [que seguiremos]. Não é uma eleição qualquer, porque com esta ação democrática e republicana, vamos ter que optar entre duas alternativas, ambas igualmente legítimas e democráticas“, destacou Piñeira.

No discurso, o presidente chileno, de direita, criticou ainda o ódio e convidou a sociedade a fortalecer a paz, a democracia e o estado de direito.

“Todos temos o direito de ter nossas próprias opiniões e pensamentos. Somos uma sociedade livre e democrática, que exercita as diferenças, que é capaz de se respeitar, e apesar das diferenças, poderemos construir todos juntos um futuro para nós”.

+ ÚLTIMAS VAGAS: Curso de Introdução de Liberalismo abre vagas para a primeira turma por tempo limitado

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liebrdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.