fbpx

Cidadão poderá escolher concessionária para comprar energia elétrica

Medida assinada pelo ministro de minas e energia, Bento Albuquerque, estipula calendário de abertura de mercado gradual até todos os consumidores para o ano de 2024; medida deverá ampliar competição
(Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

O ministro de minas e energia, Bento Albuquerque, determinou em portaria publicada na última quinta-feira (12) a abertura gradual de mercado no setor de concessionárias de energia elétrica. [1]

Segundo o texto, a partir de janeiro de 2021, consumidores com carga igual ou superior a 1.500 kW “poderão optar pela compra de energia elétrica a qualquer concessionário, permissionário ou autorizado de energia elétrica do Sistema Interligado Nacional”.

[wp_ad_camp_1]

A partir de 2023, esse direito passa a valer a consumidores com carga igual ou superior a 500 kW e, após 2024, a prerrogativa ficaria liberada até para consumidores com carga inferior a 500 kW.

A portaria assinada por Albuquerque determina ainda que a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL)  também apresente um “estudo sobre as medidas regulatórias necessárias para permitir a abertura do mercado livre” incluindo “o comercializador regulado de energia”.

Nas redes sociais, o advogado Geanluca Lorenzon, diretor de desburocratização do ministério da economia, parabenizou o ministro Bento Albuquerque pela iniciativa e afirmou que a medida “deverá gerar competição entre os atores, com diminuição de preço e disponibilização [de] contratos diferenciados”. [2]

[wp_ad_camp_3]

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?