fbpx
PUBLICIDADE

Câmara aprova PL que melhora cenário para iniciativa privada no saneamento

Projeto traz metas universais para o saneamento até o ano de 2033, mas prevê que para atingir os resultados desejados será preciso participação forte da iniciativa privada no setor
Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados
PUBLICIDADE

Câmara dos Deputados concluiu nesta terça-feira (17) a tramitação do novo Marco Civil do Saneamento Básico. A medida facilita a privatização de estatais do setor, exige licitação para a contratação desses serviços – o que amplia a igualdade entre empresas privadas e as estatais – e prorroga o prazo para o fim dos lixões. Agora, o projeto será enviado ao Senado. [1]

PUBLICIDADE

De acordo com o texto, os atuais contratos de municípios com estatais de saneamento (contratos de programa), geralmente estaduais, serão mantidos até o fim do prazo pactuado, podendo ser substituídos em caso de privatização da empresa.

Apesar de a medida como um todo ser considerada um avanço, há detalhes que levantam críticas e estão aquém do modelo desejado e proposto inicialmente pelo Poder Executivo. Um deles, por exemplo, é a regra que contratos atualmente em vigor e obtidos sem licitação com estatais estaduais poderão ser renovados por mais 30 anos. [2]

PUBLICIDADE

Uma das expectativas do governo é que, com regras mais claras, até investimentos estrangeiros no setor poderão ser ampliados. Há o entendimento de que, sem a participação da iniciativa privada, será improvável que se alcance as metas de saneamento traçadas para o ano de 2033.

Estimativas apontam que, para alcançar pelo menos 90% de tratamento de esgoto, seria preciso – no mínimo – investimentos na ordem de R$ 700 bilhões em todo o país.

 

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama