fbpx

Especialista do ‘Brasil Paralelo’ deve virar presidente da Biblioteca Nacional

Professor de história e filosofia ganhou projeção após aparecer nos documentários do 'Brasil Paralelo', empresa dedicada a produzir filmes para o nicho conservador; Nogueira é também admirador de Olavo
Foto: Reprodução

O professor de filosofia e história Rafael Nogueira, uma das estrelas da série de documentários produzido pela produtora conservadora “Brasil Paralelo”, deve ser nomeado como novo presidente da Fundação Biblioteca Nacional. A informação foi publicada originalmente pelo jornal O Globo. [1]

Monarquista assumido – ao ponto de comprar uma capa de passaporte com o brasão imperial tapando o símbolo republicano em suas viagens internacionais -, Nogueira defende a tradição ibérica e é aluno do professor Olavo de Carvalho.

No último domingo (24), Nogueira havia feito comentários sobre o assunto após conhecer a Biblioteca Nacional de Lisboa. Ele afirmou que a considerou “um fenômeno em qualidade de arquivo, organização, ambiente e segurança”, mas disse preferir o prédio e o acervo da Biblioteca Nacional do Rio, onde deve trabalhar caso confirmada a nomeação.

Após a publicação da matéria de O Globo, Nogueira não se manifestou no Twitter para comentar a nomeação. Procurado pelo Boletim da Liberdade, também não respondeu. Segundo o jornal carioca, a nomeação deverá ser oficializada nos próximos dias.

Publicação de Nogueira com capa no passaporte com o brasão do Brasil Imperial (Foto: Reprodução/Facebook)

[wp_ad_camp_3]

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?