fbpx
PUBLICIDADE


Jair Bolsonaro rechaça maiores comentários sobre áudio de Queiroz: ‘cuida da vida dele, eu cuido da minha’

Áudios vazados em reportagem de jornal indicam que o ex-assessor parlamentar continuou negociando cargos em gabinetes e comissões supostamente através de Flávio Bolsonaro

- Publicado no dia
Fabrício Queiroz com Flávio Bolsonaro (Foto: Reprodução / Facebook)

O presidente Jair Bolsonaro não quis falar muito sobre a notícia que adicionou novo capítulo à novela Fabrício Queiroz nesta quinta-feira (24). Ao final da manhã, o jornal O Globo vazou um áudio de WhatsApp de junho em que o ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (PSL/RJ) fala sobre negociação de cargos em gabinetes. [1]

Bolsonaro preferiu dizer apenas que não tem mais qualquer contato com Queiroz e que o assunto diz respeito apenas a ele: “Eu não sei dessa informação. Por favor, por favor. O Queiroz cuida da vida dele, eu cuido da minha”. Complementou: “”Eu não falo com o Queiroz desde que aconteceu esse problema”. O problema em questão é a denúncia de que Queiroz tomou parte, na Assembleia Legislativa do Rio, da prática de “rachadinha” no gabinete do filho do presidente – isto é, a devolução de parte do seu salário ao político.


PUBLICIDADE



O novo áudio mostra que em junho de 2019 o ex-assessor continuaria negociando a possibilidade de indicações a cargos no Legislativo por intermédio de Flávio Bolsonaro. “Tem mais de 500 cargos, cara, lá na Câmara e no Senado. Pode indicar para qualquer comissão ou alguma coisa, sem vincular a eles em nada, em nada. 20 continho aí para gente caía bem”, teria dito Queiroz.

“O gabinete do Flávio faz fila de deputados e senadores lá, pessoal pra conversar com ele. Faz fila. É só chegar, meu irmão: ‘Nomeia fulano aí, para trabalhar contigo’. Salariozinho bom desse aí, cara, pra gente que é pai de família, cai como uma uva (sic)”, o assessor teria ainda pontuado. Ao contrário do pai, o senador comentou mais demoradamente o assunto, alegando que não tem mais nenhum contato com Queiroz. Confira:

 

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O sexto grupo do Boletim da Liberdade no WhatsApp está com vagas abertas. É por tempo limitado. Entre apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.