fbpx
PUBLICIDADE


Deputado do NOVO faz vídeo comparando propostas diferentes de reforma tributária

Alexis Fonteyne fez uma analogia de linha de produção com a preparação de uma massa de pizza e concluiu a experiência defendendo o modelo de valor agregado ante a tributação por movimentação financeira

- Publicado no dia
Foto Reprodução/Facebook

O deputado federal Alexis Fonteyne (NOVO/SP) divulgou na última quarta-feira (21) um criativo vídeo em que faz uma analogia para comparar os conceitos das duas propostas de reforma tributária em debate: a implantação de um imposto sobre valor agregado versus a volta de um tributo sobre movimentações financeiras.

Para representar ambas as modalidades, o parlamentar se propôs a preparar duas massas de pizza como se representassem uma linha de produção. Os impostos, então, seriam comparados a grãos de feijão que seriam “pagos” a cada vez que um novo serviço ou insumo fosse acrescentado no produto.


PUBLICIDADE



Ao fim, a massa que representou o imposto sobre movimentação financeira ficou com os impostos misturados; já a massa que representou o IVA terminou com os impostos destacados em uma taça. Alexis, então, concluiu sobre as vantagens do modelo de Imposto de Valor Agregado e criticou os defeitos do imposto sobre movimentação financeira, defendido pelo movimento Brasil 200 e pelo empresário Flávio Rocha. Assista:

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.