fbpx
PUBLICIDADE


MBL publica análise crítica das acusações de que seria ‘socialista fabiano’

Vídeo sustenta que “quase todos os supostos socialistas fabianos” no Brasil “nem são socialistas, nem muito menos fabianos” e detalha a história e significado do conceito

- Publicado no dia
Membros originais da Sociedade Fabiana (Foto: Reprodução/Youtube)

“Socialista fabiano”: poucas expressões se tornaram tão populares nos círculos de discussão política nas redes sociais – ou, melhor seria dizer, nas trocas de insultos. Com tantas personalidades sendo acusadas de merecer o rótulo, o Movimento Brasil Livre decidiu neste sábado (17) divulgar um vídeo explicando o conceito e a trajetória do fabianismo.

O vídeo “MBL é mesmo socialista fabiano?” faz parte da proposta da nova etapa do movimento, o “MBL 3.0”, em que seus coordenadores pretendem qualificar o debate público e produzir conteúdos mais instrutivos. O vídeo diz que o tema é muito comentado, mas “pouca gente pesquisa”, recebendo abordagens caricaturais.

“Para muita gente, o socialismo fabiano parece estar tão em moda no Brasil que não há ninguém que dele escape. São fabianos o João Doria e os deputados do NOVO, o PSDB inteiro é Fabiano, o Renova e o Acredito. Marina Silva pode ser quase uma fabiana verde com cara de Vovó Zilda do seriado A Família Dinossauro’, ironizou o narrador.


PUBLICIDADE



O que é o socialismo fabiano

O vídeo traça um histórico da fundação da Sociedade Fabiana na Inglaterra e mostra como os socialistas dessa categoria tinham uma relação ambígua com a União Soviética, mas basicamente defendiam uma transição lenta rumo ao socialismo. O narrador ressalta que intelectuais de prestígio a integravam, entre eles o romancista H. G. Wells, autor de A Conspiração Aberta, um livro que o MBL reconhece ser “globalista”.

As crenças fabianas são definidas como sendo a igualdade entre os sexos, o estado intervencionista, a educação pública universal, limitações à liberdade de competição, combate à desigualdade social e um programa de habitação dos mais pobres pelo estado .

O vídeo conclui que o fabianismo atualmente “é uma realidade peculiar”, já que muitos de seus ideais “se tornaram moeda corrente no mundo ocidental”, adotados por “parte do espectro liberal americano e parte do espectro progressista sem ser fabiano”, com a Sociedade Fabiana em si até tendo crescido, mas sendo apenas uma entre várias opções de esquerda.

“Aqui no Brasil, sinto dizer, quase todos os supostos socialistas fabianos nem são socialistas, nem muito menos fabianos. Analogias vagas com ideias gerais não fazem de ninguém adepto de uma corrente ideológica”, afirmou.

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O sexto grupo do Boletim da Liberdade no WhatsApp está com vagas abertas. É por tempo limitado. Entre apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.