fbpx
PUBLICIDADE

Renan Santos, do MBL, faz leitura crítica sobre diálogos atribuídos a Dallagnol

Reportagem publicada em parceria do jornal 'Folha de S. Paulo' com o 'The Intercept' vaza diálogos atribuídos ao procurador Deltan Dallagnol com menções a ganhos financeiros com palestras e empresa de fachada
Foto: Reprodução/YouTube

Foto: Reprodução/YouTube

Principal estrategista do Movimento Brasil Livre, o ativista Renan Santos mostrou-se crítico, embora cético, quanto aos novos vazamentos de diálogos atribuídos ao procurador Deltan Dallagnol. [1]

Divulgados no último domingo (14), as conversas mostram Deltan interessado em ganhar dinheiro com palestras privadas e até mesmo especulando a possibilidade de criar uma empresa de fachada com o nome das esposas.

“Sendo verdade, o dilema é um procurador, que tem a função de ser uma espécie de acusador geral, espetacularizar a acusação e ter ganhos com isso, sabendo que já ganha muito em um país pobre. Será que essa é a ação mais patriótica?”, comentou.





O ativista, contudo, ressaltou que Dallagnol fez um “baita trabalho” na condução da Lava Jato, mas ponderou que “não soa correto um cara que tem a função de acusar cidadãos ganhar dinheiro contando as histórias dele”.





O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama