fbpx
PUBLICIDADE


‘Pavão Misterioso’ volta a ameaçar revelar dados sobre Glenn, que nega veracidade

Suposto grupo hacker ‘Pavão Misterioso’ voltou a ameaçar Glenn Greenwald e jornalistas do ‘The Intercept’ e divulgou supostas capturas de telas com diálogos retirados do Telegram

- Publicado no dia
Glenn Greenwald (Foto: Reprodução/Flickr)

O perfil “Pavão Misterioso” voltou a divulgar neste sábado (6) supostos diálogos do jornalista Glenn Greenwald e pessoas ligadas ao site The Intercept. Desde o início de junho, o veículo ganhou notoriedade por vazar conversas atribuídas ao ex-juiz Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol. [1]

“Pois é, Glenn. Agora, vamos dançar a sua música, já que vale invasão de informação anônima. Saia dessa agora. Te pegamos, aliás, você e seus capachos”, ameaçou o perfil, que prometeu que a situação “deve piorar muito [no] domingo”. “São mais de 200 prints”, afirmou o perfil, enigmático, divulgando capturas de tela supostamente de conversas entre Glenn Greenwald, David Miranda e Leandro Demori, jornalista do site.


PUBLICIDADE



No Twitter, o jornalista Glenn Greenwald afirmou que tratam-se de “falsificações” as publicações divulgadas. “[Usaram] documentos forjados tão primitivos e ignorantes, é preguiçoso”, escreveu. [2]

Quem também se manifestou foi o deputado federal David Miranda (PSOL/RJ), que chamou as supostas conversas vazadas de “fake news” e que têm intenção de intimidá-lo. [3]

Assim como da primeira vez, a suposta existência de um grupo hacker que tenha invadido diálogos atribuídos aos jornalistas do The Intercept foi compartilhada com entusiasmo por alas e personalidades simpatizantes do governo Bolsonaro, como os influenciadores Bernardo Kuster e Allan dos Santos, dono do grupo de mídia “Terça Livre”.

+ Grupos de direita-conservadora divulgam suposto ataque hacker contra Greenwald

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


 

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.