fbpx
PUBLICIDADE


Internautas criam abaixo-assinado pela cassação de deputado que insultou Moro

Em audiência realizada na Câmara dos Deputados, deputado federal Glauber Braga (PSOL/RJ) chamou Ministro da Justiça de “juiz ladrão”, em referência à Operação Lava Jaro, gerou tumulto e sessão foi encerrada

- Publicado no dia
Glauber Braga é deputado federal pelo PSOL/RJ (Foto: Divulgação)

Após o ministro Sérgio Moro ser insultado de “juiz ladrão” na última terça-feira (2) pelo deputado federal Glauber Braga (PSOL/RJ), um grupo de internautas está se mobilizando na internet para pressionar pela cassação do parlamentar. [1][2]

Um abaixo-assinado criado no Avaaz por um usuário identificado como “Celso V” afirma que o psolista fez “ofensas e injúrias sem prova ao ministro”. Até a publicação desta matéria, mais de 60 mil internautas já haviam apoiado o movimento.

Foto: Reprodução/Avaaz

PUBLICIDADE



Mas se depender do deputado Carlos Jordy (PSL/RJ), a medida não se restringirá à mobilização online. Nas redes sociais, o parlamentar já prometeu entrar com uma representação no Conselho de Ética contra o psolista. [3]

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O sexto grupo do Boletim da Liberdade no WhatsApp está com vagas abertas. É por tempo limitado. Entre apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.