fbpx
PUBLICIDADE

Bolsonaro alfineta Doria: se ele quer ser candidato, tem que pensar no Brasil

Presidente da República concedeu coletiva de imprensa ao lado do CEO da Liberty Media, que controla a Fórmula 1, para tratar da possibilidade de transferir modalidade de São Paulo para o Rio de Janeiro
Jair Bolsonaro (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)
Jair Bolsonaro (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)
PUBLICIDADE

Em coletiva de imprensa realizada no fim da tarde desta segunda-feira (24) para tratar da possibilidade de a Fórmula 1 ser transferida para o Rio de Janeiro, o presidente Jair Bolsonaro foi questionado se o governador de São Paulo, João Doria, não poderia ficar chateado com a movimentação. A resposta foi direta:

PUBLICIDADE

“A imprensa diz que ele quer ser candidato à presidência em 2022. Então, ele precisa pensar no Brasil. É melhor a Fórmula 1 no Rio de Janeiro do que em lugar nenhum”, opinou, ao lado do governador Wilson Witzel e do CEO da Liberty Media, que comanda a modalidade, Chase Carey.

Perguntado sobre a negociação, Carey foi mais discreto e afirmou que as discussões ainda estão abertas e serão tratadas de modo privado.

PUBLICIDADE

Leia também:  Bolsonaro sanciona revogação da Lei de Segurança Nacional, mas impõe vetos

Outro ponto inusitado da coletiva de imprensa veio do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. Segundo ele, o problema da segurança na capital fluminense “está mais nas comunidades” e “na baixada fluminense”, tendo o “cinturão turístico e cultural do Rio índices muito baixos de crimes”.

No Rio de Janeiro, se confirmada a mudança da Fórmula 1 para a cidade, será erguido um novo autódromo – o antigo, situado no Recreio dos Bandeirantes, foi demolido para a construção do Parque Olímpico de 2016. Segundo Bolsonaro, não haverá dinheiro público na construção do novo aparelho, tampouco no financiamento, e o espaço seria multiuso, podendo abrigar outros eventos.

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama