fbpx
PUBLICIDADE


Postulante à presidência dos EUA promete reverter cortes de impostos de Trump

Joe Biden foi vice-presidente de Barack Obama e tem um grande plano de gastos, especialmente com saúde pública, para substituir as políticas de Trump

- Publicado no dia
Joe Biden (Foto: Reprodução / BBC)

O vice-presidente dos Estados Unidos durante a gestão de Barack Obama, Joe Biden, quer disputar contra Donald Trump as eleições de 2020 como candidato do Partido Democrata. Iniciando a disputa para ser escolhido pela sigla, ele fez uma promessa neste sábado (22): revogar no primeiro dia de governo os cortes de impostos da administração atual. [1]

Discursando na convenção do partido na Carolina do Sul, Biden disse que “as desigualdades de renda estão em alta e pioraram com os cortes de impostos  de Trump”, beneficiando os mais ricos. “É hora de começar a recompensar o trabalho acima da riqueza”, pregou.


PUBLICIDADE



Na opinião de Biden, os cortes de impostos beneficiam apenas as grandes fortunas e não têm consequências sociais de valor. Ele prometeu que os fundos residuais de incentivo fiscal teriam melhor uso, sendo destinados a iniciativas como pesquisa e desenvolvimento de energia verde, subsídios para estudos universitários e um plano de seguro de saúde.

Além disso, Biden propôs um crédito de US$ 8 mil dólares por criança para cuidados infantis, aumentar o financiamento para escolas destinadas a estudantes de baixa renda e da educação especial e dobrar o número de psicólogos escolares e enfermeiras para escolas públicas. Ele também reiterou que pretende oferecer um plano alternativo de saúde pública, ao estilo do Medicare.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.