fbpx
PUBLICIDADE


Moeda não-estatal poderá ficar disponível em mais e-commerces no país

Empresa que presta serviço para o mercado digital de grandes companhias celebrou parceria com duas organizações nacionais de tecnologia e blockchain para oferecer pagamento e conversão automática a lojistas

- Publicado no dia
Foto: Pixabay

A quantidade de e-commerces brasileiros aceitando bitcoin como forma de pagamento deve expandir nos próximos meses. É que a VTex, empresa que presta serviço para lojas online de diversas marcas do Brasil e do mundo, entre os quais O Boticário e Ambev, começará a colocar a moeda como opção de pagamento para usuários. [1]

De acordo com o informado no site da revista Exame, para oferecer o serviço em território nacional, a companhia celebrou uma parceria com duas empresas nacionais de tecnologia e bitcoin: Totvs e Z.ro Pay.

Na prática, porém, se as lojas aceitarem a nova forma de pagamento, não necessariamente receberão em bitcoins ou precisarão se preocupar em apresentar esse recibo em seus complexos balanços financeiros.

É que a plataforma prevê que, após depositado o valor na moeda digital, será rapidamente feita uma conversão em moeda local para o lojista.


PUBLICIDADE



Se der certo e tiver demanda, duas tendências podem surgir dessa novidade: a primeira é que, em breve, empresas como PagSeguro, Stone, GetNet, MercadoPago, Rede e Cielo, que disputam a tapa o mercado de maquininhas de pagamento em lojas físicas do Brasil, comecem a se interessar pelo serviço.

A outra tendência, por sua vez, é a facilitação no uso do bitcoin. Moeda não-estatal e com escassez limitada – estando, portanto, livre da expansão da base monetária de forma incontrolada pelos políticos -, o bitcoin ainda é de difícil uso corriqueiro.

Ao longo dos últimos anos, o mercado de investimentos em bitcoin aumentou, mas a moeda ainda parece pouco acessível ao usuário médio que não tem dinheiro acumulado e pouco interesse em tecnologia.

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O sexto grupo do Boletim da Liberdade no WhatsApp está com vagas abertas. É por tempo limitado. Entre apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.