fbpx
PUBLICIDADE

Influenciadores repercutem manifestações nacionais contra contingenciamento na Educação

Muitos influenciadores, apesar de criticarem as manifestações de rua, também pontuaram que elas foram resultado de falhas ou falta de habilidade do governo
Manifestações ocorreram em mais de 100 cidades (Foto: Reprodução / IstoÉ)
Manifestações ocorreram em mais de 100 cidades (Foto: Reprodução / IstoÉ)
PUBLICIDADE

O contingenciamento de verbas realizado pelo governo, que atingiu a Educação, suscitou manifestações por todo o país nesta quarta-feira (15). Estudantes, agremiações partidárias e entidades sindicais protestaram contra a medida e influenciadores do ecossistema pró-liberdade repercutiram o contexto político por trás disso. O Boletim selecionou algumas dessas reflexões para dividir com os leitores.

PUBLICIDADE

Muitas abordagens, embora críticas aos manifestantes, também foram críticas ao governo. Alguns influenciadores e movimentos entenderam que equívocos no comportamento do governo e na maneira por que o presidente e o Ministério da Educação lidaram com o assunto provocou a união de setores oposicionistas para uma demonstração de força em público. Confira:

PUBLICIDADE

Renan Santos, coordenador do Movimento Brasil Livre

Guilherme Macalossi, jornalista 

PUBLICIDADE

Movimento Brasil Livre

Rodrigo Constantino, economista e colunista da Gazeta do Povo

PUBLICIDADE

João Amoêdo, fundador do Partido Novo

Sérgio Sá Leitão, ex-ministro da Cultura

PUBLICIDADE

Paulo Gontijo, presidente do LIVRES

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama