fbpx
PUBLICIDADE


Paulo Guedes teria pedido desculpas ao PSL após elogiar Partido Novo, diz jornal

Ministro da Economia declarou que parlamentares do partido NOVO são “excelentes deputados”, o que teria deixado enciumada base do PSL, partido de Jair Bolsonaro, segundo ‘Folha’

- Publicado no dia
Foto: Reprodução/GloboPlay

Após ter elogiado os parlamentares do Partido Novo ao vivo em um programa na Globo News no último dia 18, classificando-os como “excelentes”,  o Ministro da Economia, Paulo Guedes, precisou se retratar.

Segundo a coluna “Painel”, escrita pela jornalista Janaína Lima do jornal Folha de S. Paulo, parlamentares do Partido Social Liberal (PSL), mesma legenda da qual o presidente Jair Bolsonaro é filiado, não gostaram desse elogio exclusivo à legenda de João Amoêdo. O PSL lembrou que a maior bancada de apoio à reforma da Previdência é do próprio partido do presidente.


PUBLICIDADE



Fontes do Boletim da Liberdade informaram que apesar do inconveniente em público, a base segue firme com a questão fechada em prol da reforma proposta pelo ministro Guedes.

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O sexto grupo do Boletim da Liberdade no WhatsApp está com vagas abertas. É por tempo limitado. Entre apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.