fbpx
PUBLICIDADE


Reforma da Previdência é aprovada na primeira batalha da Câmara por 48 a 18

Última sessão da CCJ que acabou aprovando a reforma da Previdência contou com confusão patrocinada por parlamentares de esquerda, que chegaram a se levantar para interromper discussão

- Publicado no dia
CCJ analisa reforma da Previdência (Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados)

A reforma da Previdência venceu, na noite desta segunda-feira (23), seu primeiro desafio na Câmara dos Deputados – ser aprovada na Comissão de Constituição e Justiça. [1]

Ao todo, foram 48 votos favoráveis à reforma e 18 contrários, sem abstenções. Com isso, o projeto elaborado pela equipe econômica do ministro Paulo Guedes será enviado à comissão especial que deve ser instalada na próxima quinta-feira (25).


PUBLICIDADE



A missão da CCJ, contudo, era apenas avaliar se o projeto era ou não constitucional e estava de acordo com a forma jurídica esperada. O conteúdo da reforma será fruto de discussões mais aprofundadas a partir das próximas comissões.

A última sessão da CCJ, realizada nesta terça (23), teve oito horas de duração e contou com confusão no final. Parlamentares de esquerda, como as deputadas Maria do Rosário (PT/RS) e Talíria Petrone (PSOL/RJ) chegaram a se levantar para atrapalhar a conclusão dos trabalhos e impedir a continuidade da discussão.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.