fbpx
PUBLICIDADE

STJ reduz pena de Lula e ex-presidente pode sair da cadeia ainda em 2019

Ex-presidente Lula poderá ser beneficiado pela Lei de Execução Penal que prevê benefícios a presos que já cumpriram 1/6 da pena, mas nova condenação no TRF-4 pode prejudicar os planos do ex-presidente
Lula sai do no velório de seu neto e faz aceno à multidão (Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo)
PUBLICIDADE

A quarta turma do Superior Tribunal de Justiça decidiu reduzir a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para 8 anos, 10 meses e 20 dias de prisão. Até então, a pena de Lula no processo do tríplex no Guarujá era de 12 anos e 1 mês de prisão, fixada pelo TRF-4. [1]

PUBLICIDADE

Com a medida, o ex-presidente poderá sair da cadeia ainda em 2019, progredindo para o regime semiaberto a partir de setembro, quando teria cumprido 1/6 da pena. No entanto, para progredir de regime, precisará da autorização da juíza – que pode exigir o pagamento de uma multa. [2]

Outra condenação também pode prejudicar a progressão de regime. No caso, Lula já foi condenado em primeira instância pelo processo que envolve o sítio de Atibaia. Caso o TRF-4, de Porto Alegre, confirme a condenação por prisão, Lula ainda passará uma grande temporada em Curitiba.

PUBLICIDADE

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama