fbpx
PUBLICIDADE


Grupo de Lima volta a se reunir para pressionar ditadura venezuelana

Grupo de Lima volta a reunir com a presença dos doze países participantes além da presença norte americana e demais observadores para tratar sobre ajuda humanitária na Venezuela

- Publicado no dia
Embaixador Ernesto Araújo, ministro das Relações Exteriores (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

A pedido do presidente do Chile, Sebastian Piñera, o Grupo de Lima – entidade formada por representantes de países americanos contra Nicolás Maduro – está reunido nesta segunda-feira (15) para debater maneiras de continuar a asfixia política e econômica sobre o regime venezuelano.

A reunião, que ocorre em Santiago, no Chile, foi aberta pelo próprio presidente chileno, que afirmou que era preciso “dar passos adicionais” à política adotada até então de crítica ao regime.

“[Devemos] fazer tudo possível para entrar a ajuda humanitária. Esse é um tema literalmente de vida ou morte para os venezuelanos”, enfatizou.


PUBLICIDADE



O Brasil está representado na reunião pelo chanceler Ernesto Araújo, que desde que assumiu não passou a adotar uma postura mais crítica do Brasil para com o regime de Maduro.

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O sexto grupo do Boletim da Liberdade no WhatsApp está com vagas abertas. É por tempo limitado. Entre apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.