fbpx
PUBLICIDADE


Invasão de manifestantes marca exibição de filme sobre regime militar na Paraíba

Os manifestantes não conseguiram impedir a exibição do filme, mas conseguiram inviabilizar a palestra de um ex-membro do Partido Novo

- Publicado no dia
Universidade Federal da Paraíba, onde foi realizada a exibição do filme (Foto: Reprodução / Criptomoeda fácil)

O esforço do Instituto Tropeiros, uma instituição de defesa das ideias liberais, para exibir o filme do Brasil Paralelo, “1964: o Brasil entre armas e livros” na Universidade Federal da Paraíba nesta terça-feira (2), foi marcado por grande confusão. Manifestantes contrários à exibição invadiram a sala e fizeram hostilizou a exibição.

O filme começou a ser exibido por volta das 19h, mas manifestantes de esquerda, de acordo com o relato dos organizadores, forçaram a entrada no auditório. O Boletim conversou com Mateus Siqueira, diretor do Instituto Tropeiros. “Passaram a exibição inteira provocando os espectadores do filme, além da nossa organização. Mesmo com tanto barulho, provocações, exibimos o documentário até o final”, afirmou.

Mateus pontuou , no entanto, que “o palestrante Diego Dusol (ex-partido Novo) não conseguiu proferir suas palavras, já que o havíamos convidado para debater sobre o assunto. Na saída, os esquerdistas montaram uma espécie de corredor e nós da organização fomos passando ao meio, o Diego Dusol ainda levou um chute e outro espectador, uma cusparada. Nossa organização fez de tudo para proteger os espectadores do filme, até a saída da universidade”, relatou.

O Instituto Tropeiros organizou a exibição junto a seus parceiros da União dos Estudantes Livres. Seguem registros em vídeo da confusão:


PUBLICIDADE



★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.