fbpx
PUBLICIDADE


Deputado do Partido Socialista faz brincadeira com 1º de abril: ‘dia em que o socialismo deu certo’

Parlamentar liberal aproveitou o “dia da mentira” para fazer uma piada com a ideologia oficial de seu partido; iniciativa dividiu opiniões e mexeu com seu público

- Publicado no dia
Bruno Souza (Foto: Luis Debiasi/Agência AL)

Bruno Souza já chama a atenção por ser um deputado estadual liberal eleito pelo Partido Socialista Brasileiro. Nesta segunda-feira (1), ele aproveitou o mote do dia da mentira para fingir que protocolaria um projeto de lei ironizando a ideologia que dá nome à sua própria legenda: o socialismo.

Eleito em 2018 com 32.512 votos, Souza exibiu em suas redes sociais um documento supostamente contendo um projeto de lei na Assembleia Legislativa de Santa Catarina que “institui o dia 1º de abril como o Dia Em Que o Socialismo Deu Certo”. O texto, impresso na formatação usada pelos projetos de lei reais, contém um artigo declarando que “esta lei nunca entra em vigor”.

Bruno Souza ajudou a criar o Instituto de Formação de Líderes de Santa Catarina, o Instituto Liberal de Santa Catarina e o Palco Solidário, além de ter presidido essas instituições. Ele também conquistou espaço ao realizar eventos de cultura e voluntariado. Muitos liberais se divertiram com a brincadeira, mas houve quem o atacasse pela verba gasta na impressão do documento. Confira a imagem:


PUBLICIDADE



★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.