fbpx
PUBLICIDADE


Vídeo divulgado pelo Planalto defende instauração do regime militar em 1964

Filme foi divulgado em lista de transmissão para jornalistas ligado ao um número celular do Palácio do Planalto; jornal ‘Folha de S. Paulo’ confirmou com a Presidência da República de que o disparo foi autorizado

- Publicado no dia
Ator dá sua versão sobre os acontecimentos de 1964 (Foto: Reprodução/Facebook)

O Palácio do Planalto divulgou, neste domingo (31), por meio de um número do WhatsApp, um vídeo que celebra o regime militar de 1964. No filme, um homem narra sua versão dos fatos. [1][2]

O ator defende que o Exército salvou o Brasil e que sua ação em 64 foi fruto da vontade da sociedade civil, que estava alarmada com a situação do país no governo João Goulart.

O filme não contém o logotipo do governo e, até a publicação desta matéria, não havia sido divulgada nos canais institucionais da Presidência.

Assista:


PUBLICIDADE



★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O sexto grupo do Boletim da Liberdade no WhatsApp está com vagas abertas. É por tempo limitado. Entre apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.