PUBLICIDADE


ALESP: Mamãe Falei é o único de fora do PSL que votou em Janaina Paschoal

Parlamentar e youtuber, Arthur do Val – ligado ao Movimento Brasil Livre – foi o 16º voto em Janaina na eleição interna da Assembleia; Daniel José, do NOVO, conseguiu o endosso apenas da bancada do próprio partido

- Publicado no dia
Janaina Paschoal foi a deputada estadual mais votada de São Paulo, com mais de 2 milhões de votos (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Autora do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, a deputada estadual mais votada do Brasil, Janaina Paschoal (PSL/SP), viu frustrada nesta sexta-feira (15) sua vontade de presidir a Assembleia Legislativa de São Paulo. [1][2]

Ao todo, a parlamentar recebeu apenas 16 votos, sendo 15 deles do PSL e apenas um de outro partido: do deputado Arthur do Val (DEM/SP), youtuber liberal conhecido como “Mamãe Falei” e ligado ao Movimento Brasil Livre.


PUBLICIDADE



O Partido Novo, por sua vez, que lançou chapa própria para a presidência da ALESP, não conseguiu votos além dos quatro de sua bancada para a candidatura do deputado Daniel José (NOVO/SP).

Ao fim, como esperado, o novo presidente da ALESP foi o deputado Cauê Macris (PSDB/SP), que recebeu o apoio de parlamentares de partidos como o PT e o PCdoB. Como primeiro secretário, assumirá o deputado estadual Ênio Tatto (PT/SP), o que foi alvo de críticas de Janaina Paschoal nas redes sociais após o resultado.

“O Povo de São Paulo está vendo: membros históricos da bancada da segurança pública tiveram a opção de votar em um Coronel da PM, Dep. Major Mecca, mas preferiram votar no Dep. Ênio Tatto, do PT. Anotem os nomes! Eu não sei se seguirei na Política, mas não vou esquecer os nomes e não vou deixar o povo esquecer. Os membros das bancadas religiosas, ao que tudo indica, também votarão no PT, partido declaradamente favorável ao aborto. Depois, não venham fazer discurso a favor da vida. Houve opção! Esse processo todo é muito importante, para que o povo saiba o que ocorre aqui. PT votando no PSDB e PSDB votando no PT. Essa é a nossa triste realidade!”, desabafou. [3]

Leia também:  Deputada Janaina Paschoal, do PSL, critica Bolsonaro e atos do dia 26
★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor


Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.