fbpx
PUBLICIDADE


Descrição do governo brasileiro por revista alemã lembra Alemanha nazista, diz ministro

O ministro do Meio Ambiente considerou que a avaliação da publicação sobre as autoridades brasileiras passou dos limites e se assemelha mais à ditadura totalitária

- Publicado no dia
Ricardo Salles (Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil)

Ao responder a um artigo crítico ao governo Bolsonaro publicado no site da edição brasileira da emissora Deutsche Welle, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, criou polêmica nesta quarta-feira (6) por tocar em uma antiga ferida do país europeu. Ele afirmou que as críticas eram mais condizentes com a antiga Alemanha nazista. [1]

Avaliando o cenário descrito no artigo da publicação germânica, Salles pontuou em seu Twitter que a descrição “se parece mais com o que a própria Alemanha fez com as crianças judias e tantos outros milhões de torturados e mortos em seus campos de concentração”.


PUBLICIDADE



 

Ele se referiu especificamente a um trecho em que a matéria, assinada pelo colunista Philipp Lichterbeck, acusa o governo brasileiro de ser formado por “pessoas que agem e falam com arrogância e crueldade”, que “riem quando morre uma criança de sete anos” (alusão ao neto do ex-presidente preso Lula) e que “comemoram quando a polícia comete massacres em favelas , quando morrem ambientalistas ou vereadoras negras”. Para o colunista, o governo ainda estaria ligado a milícias e à corrupção.

O ministro ressaltou, quando questionado, que não estava fazendo uma ofensa à Alemanha, e sim reagindo a uma “rede pública de comunicação” do país europeu que, em sua percepção, não deveria se referir dessa forma ao Brasil e seus representantes.

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O sexto grupo do Boletim da Liberdade no WhatsApp está com vagas abertas. É por tempo limitado. Entre apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.