PUBLICIDADE


Bolsonaro divulga vídeo depreciando blocos de carnaval e é criticado nas redes

Internautas se dividiram na avaliação da publicação: para alguns, o presidente compartilhou uma exceção que deprecia o carnaval brasileiro; para outros, revelou a realidade de um carnaval cada vez mais promíscuo

- Publicado no dia
Vídeo compartilhado pelo presidente mostra foliões fazendo atos obscenos frente à multidão (Foto: Reprodução/Twitter)

O presidente Jair Bolsonaro divulgou na tarde desta terça-feira (5) um vídeo nas redes sociais que mostra um episódio, no mínimo, constrangedor, em um bloco de carnaval não identificado. [1]

No filme, três homens, possivelmente embriagados, fazem atos obscenos em cima de um ponto de ônibus. Um deles coloca o dedo no ânus em meio à multidão. Em seguida, outro folião urina no cabelo do primeiro homem, expondo o pênis publicamente.

“Não me sinto confortável em mostrar, mas temos que expôr a verdade para a população ter conhecimento e sempre tomar suas prioridades. É isto que tem virado muitos blocos de rua no carnaval brasileiro. Comentem e tirem suas conclusões”, escreveu o presidente, enigmático.


PUBLICIDADE



No Twitter, parte dos internautas criticaram a declaração, que depreciaria o carnaval do Brasil. “Passei o carnaval inteiro vendo tantas coisas lindas. Daí me deparo com isso no Twitter de um presidente da República, que inclusive deve ser seguido por muitas crianças. Cadê a postura de presidente? Se superou”, comentou a apresentadora de televisão Astrid Fontenelle. [2]

Na manhã desta quarta-feira (6), as duas hashtags mais comentadas da rede social expressavam a polarização do tema: #ImpeachmentBolsonaro e #BolsonaroTemRazão.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor


Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.