fbpx
PUBLICIDADE


Cabo Daciolo faz live acusando Paulo Guedes de servir à nova ordem mundial

O político se tornou muito conhecido depois de sua participação nas eleições presidenciais de 2018; ele se mostrou totalmente contrário à Reforma da Previdência

- Publicado no dia
Cabo Daciolo (Foto: Reprodução / Facebook)

Um personagem icônico das eleições de 2018, o candidato à presidência Cabo Daciolo, voltou a aparecer nas redes sociais na última quarta-feira (20). Ele retornou para proclamar algo que deixaria a maioria dos liberais de cabelos em pé: não existe déficit na Previdência.

A descrição do vídeo já diz, em letras garrafais, que o déficit é uma mentira. Daciolo abriu o vídeo relatando que o “sistema” o está perseguindo e reafirmou que a única solução para o Brasil é a aceitação de Jesus Cristo. Depois, ele começou a falar do assunto.

“Ela (a Previdência) é superavitária todos os anos”, afirmou. “O PIB do Brasil está em cima do agronegócio. (…) Eles chegam para o agronegócio, que é onde tem mais rentabilidade, e falam assim: olha, vocês não precisam mais contribuir para a Previdência. Aí, po, não tem jeito, vai ficar negativo. Aí você pega ainda tem isenções, ainda tem renúncias, você pega uma dívida ativa verdadeira onde tem muitos bancos envolvidos e não pagam, sonegação…”

Daciolo ressaltou que banqueiros estão massacrando a Previdência e querem oprimir o povo, citando o ministro da Economia, Paulo Guedes, entre eles. Tem mais: para ele, a adoção do regime de capitalização é um plano da Nova Ordem Mundial, e Paulo Guedes é servo desse plano de dominação planetária. Ele fechou o vídeo desafiando Guedes a um debate sobre o assunto. Confira:


PUBLICIDADE



★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.