fbpx
PUBLICIDADE

Militares venezuelanos teriam disparado contra território brasileiro, diz jornal

Jornal 'O Estado de S. Paulo' conversou com militares do Exército Brasileiro e relatou inconformidade com ação hostil de tropas ligadas a Maduro agindo com irresponsabilidade diante da fronteira
Tropas venezuelanas próximos à região da fronteira com o Brasil (Foto: Reuters)
Tropas venezuelanas próximos à região da fronteira com o Brasil (Foto: Reuters)
PUBLICIDADE

Uma reportagem publicada pelo site do jornal O Estado de S. Paulo na noite deste sábado (23) afirma que militares brasileiros ficaram incomodados com a ação das forças venezuelanas contra o território brasileiro nos conflitos ocorridos nos últimos dias próximo à fronteira, em Roraima.

PUBLICIDADE

Ouvidos pela publicação, os militares brasileiros teriam entendido que houve uma agressão ao Brasil devido ao fato de os militares leais a Maduro terem “avançado sobre a fronteira, se deslocando até o último marco físico e revidarem as pedradas, além de terem disparados bombas de gás contra o território nacional”.

“Ninguém esperava que isso acontecesse no nosso território. Recebemos uma chuva de gás lacrimogêneo vindo do território venezuelano e esperamos que isso não fique assim”, afirmou o coronel brasileiro José Jacaúna. [1]

PUBLICIDADE

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama