fbpx

Constantino: ‘Reforma da Previdência foi séria e dura com a elite do funcionalismo’

Presidente do Conselho Deliberativo do Instituto Liberal elogiou medida apresentada pessoalmente por Bolsonaro e pelo Ministro da Economia, Paulo Guedes, ao Congresso
Onyx Lorenzoni, Jair Bolsonaro, Rodrigo Maia, Davi Alcolumbre e Paulo Guedes (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

O presidente Jair Bolsonaro foi na manhã desta quarta-feira (19) ao Congresso entregar pessoalmente a proposta final da reforma da Previdência. A medida foi elogiada pelo economista Rodrigo Constantino, presidente do conselho deliberativo do Instituto Liberal. [1]

No Congresso, e ao lado do Ministro da Economia, Paulo Guedes, e do Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, Bolsonaro foi recebido pelos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre, que discursaram em favor da medida.

[wp_ad_camp_1]

Considerada menos leve do que a reforma de Michel Temer, a medida propõe a contribuição mínima de 20 anos para trabalhadores na iniciativa privada se aposentarem por idade (antes, era 15 anos) e regras mais rigorosas para o funcionalismo público. Neste segmento, acabará a aposentadoria por tempo de contribuição.

“Bolsonaro tem um histórico corporativista de votos contra reformas? Ok, mas está totalmente redimido. Não só reconheceu o erro, mas apresentou uma reforma séria, dura com a elite privilegiada dos funcionários públicos, seguindo de fato recomendações do seu ‘posto Ipiranga’, Paulo Guedes. Parabéns, presidente! Agora o Congresso tem que aprovar sem muitas emendas”, escreveu Constantino nas redes sociais.

[wp_ad_camp_3]

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?