PUBLICIDADE


Vazam os áudios entre ministro demitido e o presidente Jair Bolsonaro

Site da revista ‘Veja’ divulgou áudios trocados entre o ex-ministro Gustavo Bebianno e o presidente Jair Bolsonaro; nas conversas, o presidente irrita-se com reunião com executivo da Globo e desconfia de Bebianno

- Publicado no dia
Gustavo Bebianno (Foto: José Cruz / Agência Brasil)

O portal da revista Veja divulgou na tarde desta terça-feira (19) áudios privados trocados, por WhatsApp, entre o ex-ministro Gustavo Bebianno e o presidente Jair Bolsonaro. Nos arquivos divulgados, Bebianno mostra-se calmo enquanto que o presidente, irritado por diversos assuntos. [1]

Dentre eles, Bolsonaro irritou-se com uma reunião marcada por Bebianno com um alto executivo do Grupo Globo no Palácio do Planalto – a qual pede para que seja cancelada.

“Eu não quero ele aí dentro. Qual a mensagem que vai dar para as outras emissoras? Que nós estamos se aproximando da Globo. Então não dá para ter esse tipo de relacionamento”, afirmou o presidente, que chamou a Globo de “inimiga”.


PUBLICIDADE


Nos arquivos divulgados, Bolsonaro externalizou também irritação com o ex-ministro por acreditar que ele estivesse vazando informações à imprensa. Entre eles, ao site O Antagonista.

O presidente também subentendeu que o ex-ministro poderia estar querendo envolvê-lo no escândalo do PSL em Pernambuco relacionado a uma possível candidata laranja e o uso de fundo partidário.

“Querer empurrar essa batata quente desse dinheiro lá pra candidata em Pernambuco pro meu colo, aí não vai dar certo. Aí é desonestidade e falta de caráter. Agora, todas as notas pregadas nesse sentido foram nesse sentido exatamente”, disse o presidente.

De acordo com o divulgado por diversos veículos da imprensa, Bebianno não aceitou assumir nenhum cargo no governo após a exoneração. Teriam sido oferecidos ao advogado, radicado no Rio de Janeiro, posição de diretoria em Itaipu e até mesmo o posto de embaixador em Roma. [2]

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Leia também:  Bolsonaro confirma rumores e admite que privatização dos Correios está nos radares
Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor


Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.