PUBLICIDADE


Clipe de Caetano Veloso e Daniela Mercury tem mais reprovação que likes

A dupla satiriza em sua apresentação a ideia de que o governo brasileiro promoveria a censura e as declarações da ministra Damares

- Publicado no dia
Daniela Mercury e Caetano Veloso na gravação do clipe (Foto: Reprodução / Facebook)

Os cantores Caetano Veloso e Daniela Mercury divulgaram no último dia 5 um clipe musical intitulado “Proibido o Carnaval”, com nítida intenção ativista e crítica ao clima político estabelecido com a eleição de Jair Bolsonaro. O vídeo publicado no canal de Mercury tem um número consideravelmente maior de desaprovação que likes.

A música fala pede para abrir “a porta desse armário, que não tem censura pra me segurar”, e faz referência à polêmica fala da ministra de Direitos Humanos, Damares Alves, sobre meninos usarem azul e meninas usarem rosa. Ao final da apresentação, o vídeo ainda tem uma dedicatória a Jean Wyllys, que anunciou que não assumiria seu mandato como deputado pelo PSOL e partiria do Brasil.

“Dedico este videoclipe ao meu amigo amado e incansável guerreiro Jean Wyllys”, diz Daniela Mercury no texto. “Estamos te esperando de volta: o Carnaval não está proibido! Axé!”. O vídeo é muito colorido e mostra os dois artistas dançando e cantando de dentro de banheiras, com poucos trajes.

Até o fechamento desta publicação, o vídeo tem 99 mil likes e 274 mil dislikes. Confira o vídeo:


PUBLICIDADE



Confira também:

► CHEGOU A HORA DE APRENDER SOBRE BITCOINS EM UM GUIA OBJETIVO: Um treinamento para iniciar no mercado de criptomoedas e ganhar dinheiro.

► CRIE UM NEGÓCIO ONLINE E COMPLEMENTE A SUA RENDA. Siga o passo a passo para em 30 dias começar a faturar sem sair de casa.

► VOCÊ SABIA QUE EXISTE TÉCNICA PARA GANHAR NA LOTERIA? Quem comprou, não se arrependeu. 10 dias de garantia ou o seu dinheiro de volta

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.