PUBLICIDADE


Romeu Zema promete punição exemplar a culpados por tragédia em Brumadinho

O governador, assim como o presidente da República, montou um gabinete de crise e agradeceu por todas as demonstrações de solidariedade

- Publicado no dia
Romeu Zema (Foto: Reprodução / Jornal Hoje em Dia)

Além do gabinete de crise organizado pelo presidente Jair Bolsonaro, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, do Partido Novo, também está empenhado nas mobilizações diante da tragédia do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho. Neste sábado (26), ele afirmou que os responsáveis serão “punidos exemplarmente”. [1]

Diante do fato de ser o segundo desastre do gênero em três anos, Zema ainda afirmou que a legislação precisa ser revista. O governador fez alusão ao auxílio do presidente da República, que se colocou à disposição, juntamente com o governo de Israel.

“O governo federal deve nos ajudar no sentido de trazer uma tecnologia lá de fora que ajude a recuperar os corpos que estão soterrados. É muito difícil você localizar um corpo a cinco, dez metros de profundidade. Israel já se ofereceu para poder fazer isso”, disse. Em nota, Zema agradeceu “a solidariedade e as ofertas de ajuda” vindas de todo o Brasil, bem como ao presidente Bolsonaro e a Israel.

Em suas redes sociais, ele ressaltou ter determinado que fosse movida uma ação judicial contra os responsáveis. “O juiz de plantão concedeu a liminar com o bloqueio de R$ 1 bilhão, além de outros bens dos responsáveis por esse desastre. O cuidado com as pessoas continua e todas as providências serão tomadas”. Zema havia dito na sexta-feira (25) ter poucas esperanças de encontrar sobreviventes, mas passou mais otimismo no sábado. A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável multou a Vale em R$ 99, mas a empresa pode recorrer. [2]


PUBLICIDADE


★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Leia também:  'Tem empresas que vão ser privatizadas e vocês nem sabem ainda', diz Paulo Guedes
Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor


Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.