fbpx
PUBLICIDADE

Janaina Paschoal, do PSL, sugere ‘prisões’ para evitar futuras catástrofes

Deputada estadual mais votada do Brasil, em São Paulo, e uma das autoras do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, Paschoal relembrou tragédia com a barragem de Mariana, de 2015
Janaína Paschoal (Foto: Reprodução / Conexão Política)
PUBLICIDADE

Deputada estadual eleita pelo PSL em São Paulo e uma das autoras do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rouseff, Janaina Paschoal sugeriu no Twitter que é preciso “prisões” para evitar novas “catástrofes” como a ocorrida nesta sexta-feira (25) em Brumadinho, Minas Gerais, em decorrência do rompimento de uma barragem da mineradora Vale.

PUBLICIDADE

“Depois da tragédia em Mariana, todos os responsáveis pela manutenção das barragens haveriam de cuidar para que não ocorressem novos rompimentos. A imprensa está tratando a tragédia de hoje como crime ambiental. É muito mais! A legislação já prevê homicídio doloso por omissão!”, opinou. [1]

Para Janaina, o foco agora deve ser “salvar vidas” e “tratar feridos”, mas que, depois, será preciso ir além.

PUBLICIDADE

“Passado esse primeiro momento, é o caso de iniciar as prisões. Só assim evitaremos novas catástrofes”, disse, complementando que “não é desastre natural” o que ocorreu, mas um “desdém humano”. “Só a prisão resolve”, ratificou, sem especificar, contudo, quem deveria ser preso: empresários ou políticos. [2][3]

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama