PUBLICIDADE


Bolsonaro cancela, de última hora, coletiva que daria com Guedes e Moro

Justificativa para o cancelamento seria o “comportamento antiprofissional da imprensa” e vem horas depois de o jornal ‘Estado de S. Paulo’ divulgar gravação de uma conversa informal do presidente

- Publicado no dia
Placas com nomes já havia sido até posta (Foto: Agência O Globo)

O presidente Jair Bolsonaro decidiu suspender a coletiva de imprensa que daria na tarde desta quarta-feira (23) em Davos, na Suíça, no encontro anual do Fórum Econômico Mundial.

Na coletiva, participariam, além do presidente, os ministros da Justiça, Sérgio Moro, da Economia, Paulo Guedes, e das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. A notícia surpreendeu os jornalistas que fariam a cobertura no local.


PUBLICIDADE


Segundo apurado pelo jornal O Globo, o motivo alegado para o cancelamento teria sido o “comportamento antiprofissional da imprensa” no Fórum. [1]

Uma das razões para isso talvez tenha sido a gravação e posterior divulgação de uma conversa informal do presidente com seus filhos na manhã desta quinta (23) feito por um jornalista do jornal O Estado de S. Paulo. [2]

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor


Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.