fbpx
PUBLICIDADE

‘Corrupção Brasileira Memes’ prevê queda de Bolsonaro e critica deputados

O vídeo ironiza os deputados Alexandre Frota e Joice Hasselmann e diz que o "mito" cairá, porque "homens não podem ser deuses e deuses não podem ser homens"
(Foto: Reprodução / O Portal n10)

(Foto: Reprodução / O Portal n10)

A famosa página de humor “Corrupção Brasileira Memes”, com mais de um milhão de seguidores, publicou neste domingo (6) um vídeo prevendo a “queda” do presidente Jair Bolsonaro. Para eles, “homens não são deuses e deuses não podem ser homens” e o “mito” Jair Bolsonaro também será desmascarado.

O vídeo, como tradicionalmente na página, é repleto de imagens de teor cômico e montagens com cenas de filmes e séries da cultura pop. Em um texto de estilo épico intitulado “Crepúsculo dos Mitos”, a página mostra alguns vídeos de Bolsonaro parabenizando Eduardo Cunha, dizendo que votou em Lula no segundo turno em 2002 e registros referentes ao caso da movimentação atípica de recursos do ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz.

O narrador diz que, com o “mito”, cairão “o dragão fumegante que lhe deu poder e o seu falso profeta”. Afirma ainda, em referência aos deputados aliados de Bolsonaro, que “as hordas de Joices e Frotas pululando Brasília são um sinal do começo do fim e nada tem de nova era. Temos de denunciar esses falsos ídolos. Devemos ser os novos iconoclastas das falsas divindades que nos querem impingir”. Confira:









O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama