fbpx
PUBLICIDADE


Secretário de Estado americano comenta oferta de base militar no Brasil

Mike Pompeo disse que “guinada à direita” na América Latina deixou o governo dos Estados Unidos entusiasmado e que o país vê com bons olhos proposta do Brasil

- Publicado no dia
Mike Pompeo (Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil)

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, concedeu uma entrevista por telefone ao Estado na última sexta-feira (4) comentando as perspectivas do governo de Donald Trump para o relacionamento com o governo Jair Bolsonaro. Ele ressaltou o entusiasmo com que a novidade latino-americana é recebida e a oferta do presidente brasileiro para a instalação de uma base militar americana no país. [1]

De acordo com Pompeo, há grandes chances de que os dois países tenham “um bom alinhamento” daqui em diante, “inclusive para desenvolver melhor as relações econômicas e gerar empregos e oportunidades para os cidadãos no Brasil e nos EUA”. Ele ressaltou que convidou Bolsonaro para visitar Washington, esperando que isso possa ocorrer a partir de março.


PUBLICIDADE



Pompeo concordou em que há uma guinada à direita e na aproximação com os EUA na América Latina e isso permite vislumbrar “grandes oportunidades”. Disse ainda que, sem pretender divulgar tudo que foi conversado a respeito, é preocupação dos EUA que governos como o brasileiro declarem enfaticamente que a recondução de Nicolás Maduro à presidência da Venezuela é ilegítima e inaceitável.

Sobre a possibilidade oferecida por Bolsonaro de construção de uma base militar dos EUA no Brasil, Pompeo disse que os americanos estão “satisfeitos com a oferta do presidente Bolsonaro”. Concluiu: “Eu estou confiante de que vamos continuar as discussões sobre todo um conjunto de temas com o Brasil, enquanto o novo governo vai colocando seus pés no chão. Isso é algo que nós estamos desejando muitíssimo”.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.