PUBLICIDADE


Integralistas afirmam que estão próximos do partido de Mourão

Presidente do grupo que preserva a ideologia do movimento fundado por Plínio Salgado concedeu entrevista ao jornal sobre seus pensamentos e propostas

- Publicado no dia
Integralistas da década de 30 fazendo a famosa saudação do movimento (Foto: Reprodução / InfoEscola)

O Integralismo, ideologia oficial da antiga Ação Integralista Brasileira da década de 30, ainda tem seguidores no país. Alguns deles concederam uma entrevista à Folha de S. Paulo, publicada em forma de matéria jornalística neste sábado (29), em que, entre outras coisas, disseram que estão próximos do PRTB, partido do vice do presidente eleito Jair Bolsonaro, Hamilton Mourão. [1]

A Folha conversou com o presidente da atual Frente Integralista Brasileira (FIB), Victor Barbuy, que estava acompanhado do estudante de direito Fernando Zanardo, de 18 anos, militante do grupo. Barbuy é advogado, tem 33 anos e é mestre em direito, com uma tese sobre as ideias jurídicas do escritor e político José de Alencar. Ele disse que aderiu ao Integralismo aos 15 anos ao ler as memórias de Miguel Reale, que, junto ao icônico líder Plínio Salgado e Gustavo Barroso, foi um dos nomes mais conhecidos do movimento original.


PUBLICIDADE



Segundo Barbuy, a FIB tem hoje 8 mil filiados pelo país e se considera “um movimento inspirado nos ensinamentos do Evangelho, na doutrina social da Igreja Católica”. Ele complementou que os integralistas atuais são fiéis ao manifesto redigido por Plínio Salgado em 1932 e defendem “os valores consubstanciados na tríade Deus, Pátria, Família”. A matéria destaca também que, em substituição à democracia liberal, os integralistas defendem o que chamam de “democracia orgânica, pela justiça social”, em que as pessoas seriam representadas por grupos, como paróquias, sindicatos e corporações.

O grupo se propõe a ser uma escola de civismo e tem como vice-presidente o editor Gumercindo Rocha Dorea, de 95 anos, primeiro a publicar obras de Rubem Fonseca. Barbuy revelou à Folha que é filiado ao PRTB, tendo gravado vídeos em apoio aos candidatos do partido nas últimas eleições, porque a legenda também defende a “tradição”, os “valores éticos e morais”, a “meritocracia” e a “família”. Disse também que a FIB não tem nenhuma intenção golpista e pretende conquistar o poder legalmente.

Leia também:  Olavo de Carvalho senta à direita de Bolsonaro em jantar nos EUA

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.