fbpx
PUBLICIDADE


Colômbia investiga planos para matar o presidente Iván Duque

Três venezuelanos foram presos portando armas de guerra no país; o mandatário colombiano tem se notabilizado por criticar duramente o governo de Maduro

- Publicado no dia
Iván Duque (Foto: EFE/Ballesteros)

Uma notícia acrescentou novo capítulo de tensão às relações internacionais na América Latina neste domingo (30). A Colômbia anunciou que está investigando planos para um possível atentado contra seu presidente, Iván Duque. [1]

A informação é do Ministro das Relações Exteriores, Carlos Holmes Trujillo, que afirmou ainda que três cidadãos venezuelanos foram capturados recentemente portando armas de guerra no país. “Gostaria de informar que a comunidade internacional está se dando conta de que, há vários meses, investigações de inteligência estavam sendo conduzidas sobre possíveis ataques contra a vida do presidente”, discursou.


PUBLICIDADE



Ele disse ainda que a prisão dos venezuelanos, sendo dois deles capturados esta semana em Valledupar, capital do departamento de Cesar, na fronteira com a Venezuela, e um em Barranquilla, “aumenta ainda mais as preocupações das autoridades neste assunto”. A segurança do presidente foi ampliada com a ajuda de aliados como Estados Unidos, Reino Unido e Israel.

A Venezuela informou que se dispõe a ajudar nas investigações. A situação tem lugar em um momento de forte inimizade entre os dois países: enquanto Duque ataca duramente Nicolás Maduro e conclama as nações aliadas a não reconhecer seu governo ditatorial, o líder venezuelano acusa a Colômbia de patrocinar movimentações terroristas contra seu governo. [2]

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.