PUBLICIDADE


Em artigo, Flavio Rocha compara Bolsonaro a Thatcher e faz mea-culpa

Em artigo publicado no jornal ‘Folha de S. Paulo’, o empresário relembrou sua pré-candidatura e admitiu que não tinha convicção do viés liberal, em defesa da economia de mercado, de Jair Bolsonaro

- Publicado no dia
Flávio Rocha (Foto: Reprodução / Veja)

Em artigo publicado nesta quarta-feira (12) ao jornal Folha de S. Paulo, o empresário Flávio Rocha comparou Jair Bolsonaro à ex-primeira ministra britânica Margaret Thatcher e admitiu ter feito, no passado, uma análise errada sobre o presidente eleito. [1]

Afirmando que assiste à transição presidencial com um “misto de aprovação irrestrita, muita esperança e um orgulho particular”, Rocha garantiu que Brasília está “animada” e animou-se de  finalmente o “poder trocar efetivamente de mãos”. Para ele, sua pré-candidatura pelo PRB contribuiu para pautar a agenda em defesa da economia de mercado.

Ao longo do texto, Rocha, em tom elogioso, ao compará-la com Bolsonaro, relembrou que Thatcher “dobrou os fortes sindicatos do país e colocou de joelhos um obsoleto Estado de bem-estar social”, mas fez mea-culpa e rememorou que não era um entusiasta de Bolsonaro desde o início.


PUBLICIDADE



“Se o fosse, não teria lançado minha própria [pré-] candidatura à Presidência.  […] Lá atrás, no início da corrida eleitoral, Bolsonaro não parecia ter todos os requisitos necessários”, escreveu. Na ocasião, Rocha contou com o apoio do Movimento Brasil Livre.

Rocha afirmou ainda que o tempo mostrou que a “convicção” liberal de Jair Bolsonaro é genuína pois, caso não fosse, “não teria colocado Guedes no mais importante cargo de seu governo”.

Leia o artigo na íntegra clicando aqui.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Leia também:  Ex-IMB, Gianluca Lorenzon defende postura do presidente Jair Bolsonaro
Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor


Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.