fbpx
PUBLICIDADE


João Amoêdo pede prioridade do Estado no ensino básico em vez das faculdades

Ex-candidato à presidência da República pelo NOVO criticou a ordem de investimentos do governo federal na educação pública, defendendo que investir mais em faculdades é um programa de transferência inverso

- Publicado no dia
João Amoêdo (Foto: Gabriel Reis / IstoÉ)

Ex-candidato à presidência da República pelo Partido Novo, João Amoêdo defendeu nas redes sociais nesta quarta-feira (12) que o Estado brasileiro priorize investimentos no ensino básico.

No texto, o político afirma, com base em dados de 2017, que o Estado investiu R$ 80 bilhões no ensino superior e R$ 56 bilhões no ensino básico. Para ele, a ordem está errada.


PUBLICIDADE



“Enquanto o Estado brasileiro não priorizar o ensino básico, as faculdades públicas funcionarão como mais um programa de transferência de [renda de] pobres para ricos. Ficamos assim com um país com menos oportunidades e mais privilégios”, opinou.

Em 2018, Amoêdo obteve 2,5% dos votos válidos para a disputa do Planalto – cerca de 2,6 milhões de votos – , terminando a disputa em quinto lugar, à frente de nomes como Henrique Meirelles, Marina Silva e Álvaro Dias.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.