fbpx

João Amoêdo pede prioridade do Estado no ensino básico em vez das faculdades

Ex-candidato à presidência da República pelo NOVO criticou a ordem de investimentos do governo federal na educação pública, defendendo que investir mais em faculdades é um programa de transferência inverso
João Amoêdo (Foto: Gabriel Reis / IstoÉ)

Ex-candidato à presidência da República pelo Partido Novo, João Amoêdo defendeu nas redes sociais nesta quarta-feira (12) que o Estado brasileiro priorize investimentos no ensino básico.

No texto, o político afirma, com base em dados de 2017, que o Estado investiu R$ 80 bilhões no ensino superior e R$ 56 bilhões no ensino básico. Para ele, a ordem está errada.

[wp_ad_camp_1]

“Enquanto o Estado brasileiro não priorizar o ensino básico, as faculdades públicas funcionarão como mais um programa de transferência de [renda de] pobres para ricos. Ficamos assim com um país com menos oportunidades e mais privilégios”, opinou.

Em 2018, Amoêdo obteve 2,5% dos votos válidos para a disputa do Planalto – cerca de 2,6 milhões de votos – , terminando a disputa em quinto lugar, à frente de nomes como Henrique Meirelles, Marina Silva e Álvaro Dias.

[wp_ad_camp_3]

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?