fbpx
PUBLICIDADE


Futuro Ministro do Meio Ambiente de Bolsonaro é filiado ao Partido Novo

Ricardo Salles foi candidato a deputado federal pelo Partido Novo em São Paulo e obteve 36.603 votos, mas não se elegeu; na ocasião, um panfleto que prometia “tolerância zero” com a esquerda gerou polêmica

- Publicado no dia
Ricardo Salles na convenção estadual do Partido Novo, em São Paulo, ocorrido em julho (Foto: Reprodução/Facebook)

O presidente eleito Jair Bolsonaro anunciou no início da tarde deste domingo (9) o nome de seu futuro Ministro do Meio Ambiente. O escolhido foi o advogado Ricardo Aquino Salles, ex-secretário de meio ambiente do ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e atualmente filiado ao Partido Novo. [1][2]

Em 2018, Salles concorreu a deputado federal pela legenda de João Amoêdo, mas não foi eleito, alcançando 36.603 votos. Na campanha, gerou polêmica por causa de seu panfleto. Prometendo “segurança no campo”, o advogado divulgou seu número eleitoral como uma alusão a uma munição (.30-06) e prometeu “tolerância zero contra a esquerda e o MST”.


PUBLICIDADE



Ricardo Salles em manifestação na Avenida Paulista pelo ‘Endireita Brasil’ (Foto: Reprodução/Facebook)

No dia 16 de agosto, questionado por um internauta sobre o teor dessa promessa, o NOVO afirmou no Twitter que havia conversado com o candidato e que “não aprovava a mensagem em questão”, por “divergir totalmente do pensamento do NOVO”. [3]

Ricardo Salles também é ligado ao “Movimento Endireita Brasil”, organização que participou das diversas manifestações de rua ocorridas pelo país nos últimos anos a favor da Operação Lava Jato e contra o PT.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.