fbpx
PUBLICIDADE


MBL divulga nota sobre episódio de conta de ex-assessor de Flávio Bolsonaro

Segundo dados do COAF, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, filho de Jair e atualmente deputado estadual, movimentou mais de R$ 1 milhão em conta bancária recentemente, com transferências que ativaram alerta

- Publicado no dia
Ativistas do MBL em ato contra o Facebook, no passado (Foto: Divulgação)

O Movimento Brasil Livre divulgou na noite deste sábado (8) sua primeira manifestação acerca do episódio de conta bancária do ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL/RJ), Fabrício Queiroz. Segundo dados do Coaf, o então motorista de Flávio Bolsonaro chegou a movimentar grandes quantias em uma mesma conta bancária em relativamente pouco tempo. Nos registros, transferências advindas de funcionários lotados no gabinete de Flávio e também uma destinando dinheiro para a futura primeira-dama, Michele Bolsonaro. [1]

Em texto de três parágrafos divulgado nas redes sociais, o MBL afirma que opta pela “cautela” e não pelo “oportunismo barato”, relembrando que tomou a mesmo postura em relação ao que chamou de “golpe orquestrado por Joesley e a Globo”. Na ocasião, o objetivo era derrubar o presidente Michel Temer. [2]


PUBLICIDADE



Apesar disso, o MBL garantiu que torce pelo andamento das investigações e afirma que será firme com o resultado que vier.

“Não podemos macular essa nova etapa na luta contra a esquerda e o patrimonialismo com práticas que, caso confirmadas, redundem na apropriação legal do erário por meio de assessores. Não acreditamos que este seja o caso”, diz o texto, que complementa defendendo a “redução de cargos e custos no gabinete”, citando como exemplo a atuação do vereador Fernando Holiday, em São Paulo, coordenador da entidade.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.