PUBLICIDADE


Olavo de Carvalho concede entrevista à TV Brasil

Entrevista é a primeira do filósofo a uma emissora de televisão brasileira desde a eleição de Bolsonaro; figura do filósofo vem chamando a atenção da imprensa tradicional

- Publicado no dia
(Foto: Reprodução / Facebook)

As mudanças recentes no país tiveram um novo capítulo. O filósofo Olavo de Carvalho concedeu sua primeira entrevista à televisão brasileira depois das eleições presidenciais que levaram Jair Bolsonaro ao Planalto – e foi para a TV Brasil, nesta segunda-feira (3).

O entrevistador era o jornalista Moisés Rabinovici, para o programa “Um olhar sobre o Mundo”. De acordo com a Agência Brasil, que noticiou a entrevista, Olavo é “considerado o mentor intelectual do novo governo e de grande parte do movimento direitista que levou Jair Bolsonaro ao poder” e “já indicou dois ministros para o presidente eleito”.


PUBLICIDADE



Na entrevista, Olavo comentou a política brasileira e a política americana. De acordo com ele, o Brasil é há cinquenta anos um país de “maioria conservadora”, mas essa maioria não tinha representação na política e na imprensa. Sua única intenção, ele garante, era que uma democracia genuína, com a competição entre direita e esquerda, se instalasse no Brasil.

Olavo também comentou que, se a posição do Brasil é a de um país economicamente dependente, seria muito mais conveniente que essa dependência fosse maior em relação aos Estados Unidos que à China – que, em suas palavras, tem uma “economia fascista”. Olavo afirmou ainda que Donald Trump é um grande administrador, mas talvez não entregue um resultado tão positivo em outras áreas da política americana, citando como exemplo o fato de não ter feito um enfrentamento virulento ao Partido Democrata. Olavo se despediu atacando a imprensa brasileira: “vocês não estavam preparados para um governo de direita no Brasil”.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Leia também:  Tensão entre Maia e governo: Bolsonaro diz que reforma agora é com o Congresso
Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.