fbpx
PUBLICIDADE


Adiado para dezembro julgamento de processo da família real

Processo iniciado em 1893 pela própria princesa Isabel permanece se arrastando desde então, tornando-se a ação mais antiga do país

- Publicado no dia
(Foto: Reprodução / Jota)

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu adiar para o próximo dia 6 de dezembro o julgamento daquele que já é o processo mais antigo do país: uma ação que trata da posse do Palácio Guanabara, atual sede do governo do Rio de Janeiro. O processo já tramita há nada menos que 123 anos. [1]

O julgamento estava marcado para esta terça-feira (27), mas a família Orleans e Bragança pediu o adiamento. A família real alega ter direito à indenização do governo brasileiro pela tomada do palácio após a proclamação da República. O palácio pertenceria ao conjunto dos bens privados da família.


PUBLICIDADE



A ação já teve diversas decisões, chegando inclusive a ser encerrada nos anos 60, mas depois foi reaberta. Os Orleans e Bragança também chegam a pedir no processo a restituição do palácio. A ação foi iniciada em 1895, em pedido da própria princesa Isabel. [2]

A alegação da União, por sua vez, é que o palácio não era um bem da família, mas apenas um espaço usado como habitação. Ele foi então incorporado ao patrimônio da nação com o fim da monarquia, por meio de decreto em 1891, ano da primeira Constituinte republicana. Para saber qual tese prevalecerá, é preciso esperar o dia 6 – a não ser que, quem sabe, aconteça um novo adiamento.

+ ÚLTIMAS VAGAS: Curso de Introdução de Liberalismo abre vagas para a primeira turma por tempo limitado

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.