fbpx
PUBLICIDADE


Bolsonaro cogita filho para cargo do primeiro escalão, mas depois recua

Presidente eleito afirmou em entrevista que Carlos Bolsonaro poderia assumir Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom), que se relaciona com veículos de comunicação

- Publicado no dia
Jair Bolsonaro e Carlos Bolsonaro: pai e filho são muito ligados e é Carlos quem gere as redes do presidente eleito (Foto: Divulgação)

O presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou em entrevista ao blog O Antagonista, nesta quarta-feira (22), que poderia nomear seu filho Carlos Bolsonaro para a Secretaria de Comunicação Social da presidência. É Carlos, atualmente vereador do Rio de Janeiro, quem administra as redes do pai. [1]

No entanto, diante da repercussão negativa da possibilidade, com ataques subentendendo que tal nomeação poderia ser caracterizado nepotismo, o presidente eleito recuou. Ao mesmo site, afirmou que agora “dificilmente” o filho assumirá a posição. [2]


PUBLICIDADE



A Secretaria de Comunicação da presidência da República tem, entre as suas incumbências, a missão de se interrelacionar com órgãos de comunicação. Inclusive, gerindo verbas publicitárias.

Caso similar ocorreu no Rio de Janeiro

No Rio de Janeiro, o prefeito Marcelo Crivella (PRB) tentou nomear seu filho, Marcelo Hodge, para a secretaria da Casa Civil do município em 2017. A decisão, porém, foi contestada por cariocas e acabou paralisada na Justiça.

+ ÚLTIMAS VAGAS: Curso de Introdução de Liberalismo abre vagas para a primeira turma por tempo limitado

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.