PUBLICIDADE


Paulo Guedes anuncia que haverá secretaria dedicada a privatizações

Futuro Ministro da Economia do governo Jair Bolsonaro deixou claro a jornalistas que pretende institucionalizar política de desestatização para ser marcada como uma das prioridades da nova gestão

- Publicado no dia
Paulo Guedes (Foto: Andre Valentim / Veja)

O liberal Paulo Guedes, futuro Ministro da Economia do presidente Jair Bolsonaro, afirmou nesta terça-feira (20) a jornalistas que o órgão contará, a partir do ano que vem, com uma “Secretaria de Privatizações”. [1][2]

Entusiasta da desestatização, Guedes já defendeu a privatização de todas as estatais, mas reconheceu que faz isso para que se chegue a um número substancial de empresas a serem vendidas. Bolsonaro, por sua vez, já afirmou diversas vezes que considera algumas companhias estratégicas, entre elas a Petrobras.


PUBLICIDADE



Em entrevista à Folha de S. Paulo, o economista também já chegou a mencionar a possibilidade de o tesouro arrecadar cerca de R$ 1 trilhão em ativos vendidos, o que poderia ser usado para reduzir a dívida pública.

Segundo a agência de notícias Reuters, a ideia de institucionalizar a política de privatizações por meio de um órgão próprio é “sinalizar essa ação como uma das prioridades” da gestão Bolsonaro.

Relembre, abaixo, propagandas do governo Fernando Collor a favor de privatizações:

Confira também:

► CHEGOU A HORA DE APRENDER SOBRE BITCOINS EM UM GUIA OBJETIVO: Um treinamento para iniciar no mercado de criptomoedas e ganhar dinheiro.

► CRIE UM NEGÓCIO ONLINE E COMPLEMENTE A SUA RENDA. Siga o passo a passo para em 30 dias começar a faturar sem sair de casa.

► VOCÊ SABIA QUE EXISTE TÉCNICA PARA GANHAR NA LOTERIA? Quem comprou, não se arrependeu. 10 dias de garantia ou o seu dinheiro de volta

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.