PUBLICIDADE


Ativista faz funk crítico a Bolsonaro: ‘veio morno, já está esquerdando’

Libertário Paulo Kogos cita ‘arrego aos Estados Unidos’, excesso de ponderação na hora de privatizar empresas, impostos de Paulo Guedes e ‘ufanismo’ de seus seguidores

- Publicado no dia
Foto: Reprodução/Facebook

O ativista libertário Paulo Kogos divulgou um vídeo nas redes sociais onde faz uma crítica ao recém-eleito presidente Jair Bolsonaro por meio de uma sátira do funk “Baile de Favela’. [1]

Na música, Kogos afirma que Bolsonaro “veio morno e já está esquerdando”, critica o excesso de ponderação na hora de escolher as empresas a serem privatizadas e faz um ode ao separatismo.

Irreverente, Kogos também faz referências aos governadores eleitos Romeu Zema (NOVO) e Wilson Witzel (PSC). Confira:

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor

 

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.