fbpx
PUBLICIDADE

Ativista faz funk crítico a Bolsonaro: ‘veio morno, já está esquerdando’

Libertário Paulo Kogos cita 'arrego aos Estados Unidos', excesso de ponderação na hora de privatizar empresas, impostos de Paulo Guedes e 'ufanismo' de seus seguidores
Foto: Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução/Facebook
PUBLICIDADE

O ativista libertário Paulo Kogos divulgou um vídeo nas redes sociais onde faz uma crítica ao recém-eleito presidente Jair Bolsonaro por meio de uma sátira do funk “Baile de Favela’. [1]

PUBLICIDADE

Na música, Kogos afirma que Bolsonaro “veio morno e já está esquerdando”, critica o excesso de ponderação na hora de escolher as empresas a serem privatizadas e faz um ode ao separatismo.

Irreverente, Kogos também faz referências aos governadores eleitos Romeu Zema (NOVO) e Wilson Witzel (PSC). Confira:

PUBLICIDADE

 

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama